[ editar artigo]

Expressões faciais no auxílio da oratória

Expressões faciais no auxílio da oratória

Assim como no livro de Pierre Weil e Roland Tompakow cujo nome é (O CORPO FALA, a linguagem silenciosa da comunicação não verbal), onde ele fala sobre como nossos gestos e expressões faciais revelam bastante coisas, as vezes até mais do que nossas próprias palavras podendo assim identificar mentiras, nervosismo, entusiasmo etc.

Alguns exemplos de expressões faciais são quando estamos nervosos, rapidamente nossa testa fica franzida, estamos tristes e o semblante fica abatido. Porém, também podemos utilizar as expressões faciais para nosso benefício auxiliando à oratória. Quando estamos palestrando e fazemos uma pergunta para a plateia, rapidamente podemos mudar nossa expressão facial para uma que condiz com dúvida, dando um tempo de pausa e depois respondendo essa mesma pergunta para o público que estará esperando uma resposta.

Quando estamos iniciando uma palestra e precisamos estar eufóricos para passar a animação, nada melhor que colocar no rosto um semblante de alegria, excitação e um sorriso. Porque se a pessoa começar uma palestra totalmente com rosto apático, sem vida, sem vontade, como que a plateia irá esperar uma palestra diferenciada com conteúdo transformador para a carreira dela?

Podemos sim usar as expressões faciais para nosso auxílio, porém também devemos ter cuidado para que não fique algo exagerado, muito teatral porque aí você irá perder a essência e vão te achar uma pessoa forçada, devemos usar para nosso benefício com inteligência e moderação.

Curso de Colorimetria

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Ler conteúdo completo
Indicados para você