[ editar artigo]

Síndrome e calvície

Síndrome e calvície

Alopécia Androgenetica

A calvície, também é chamada de "Alopécia Androgenetica", é uma condição frequente na população, foi por muito tempo, considerada apenas um problema estético restrito aos cabelos. Alopécia Androgenetica é uma forma de queda de cabelo geneticamente determinada e relativamente frequente na população, podem ser acometidos pelos problemas, que apesar de iniciar na adolescência, só aparece após algum tempo por volta de 40 à 50 anos, apesar do termo "andro" se referir a hormonio masculino, na maioria das vezes os níveis hormonais se mostram normais no sangue.

A doença desenvolve desde à adolescência quando o estímulo hormonal aparece, faz com que cada ciclo do cabelo, os fios venham progressivamente mais finos, a queixa mais frequente na Alopécia Androgenetica é de afinamento dos fios.

Alopécia Areata, o que é?

É uma doença inflamatória que provoca a queda de cabelo onde diversos fatores estão envolvidos no seu desenvolvimento, como genética e a participação autoimune aos fios começam a cair em falha circular sem pelos ou cabelos. Caso raro de Alopécia Areata total, na qual a pessoa perde todo o cabelo da cabeça. Alopécia Universal, cai todo o cabelo da cabeça e do corpo.

O cabelo é um dos fatores de maior peso na imagem pessoal, a sua queda em quantidade diminui a alto estima e a perda de confiança de muitos homens e mulheres. A perda dos cabelos fisiológica, que pertence a evolução natural do ciclo capilar de outro tipo de queda com situação patológica, os fios podem cair na hora de pentear, secar ou lavar, isso acontece porque o cabelo tem um ciclo de vida, onde nasce e morre. A queda do cabelo pode estar associada a diversos fatores, entre eles a falta de ferro, vitamina D, doença da tireoide ou infecciosa, exemplo, pneumonia, além do estresse tanto físico quanto emocional, também pode ter perca de cabelo na má alimentação.

A principal causa da queda de cabelo no homem é a Alopécia Androgenetica, motivada pela ação da testosterona que atrofia o folículo, os primeiros sinais podem surgir na idade adulta, como antecedentes familiares mais comum é na têmpora e na coroa. Nas mulheres, a queda está associada ao estresse e agressão externa e o acontecimento como traumas, oscilação hormonal, medicamentos, conhecido como eflúvio telógeno, caracterizada pela queda diária dos fios. 

Já no eflúvio telógeno crônico os fios caem muito, porém seu problema pode estar associado a causa de rarefação dos fios, de qualquer forma perde-se muito.

A Alopécia Androgenetica é desencadeada por inúmeros fatores de ordem genética hormonal, ela também está associada a excesso de hormônio andrógeno masculino.

Por que as pessoas ficam calvas?

Diversos motivos podem levar a perda dos cabelos, como estresse associada a má alimentação. Quando falamos de calvície, estamos falando do indivíduo que já ficou careca, ele herda a genética tanto do pai quanto da mãe, aqueles que possuem a pré disposição acabam sofrendo a atrofia do folículo capilar e aceleram a queda.

No caso do sexo masculino, basta o genes dominantes para o problema se manifestar, já no que diz respeito as mulheres, são necessários dois genes para manifestar a Alopécia Androgenetica. Tudo começa ainda na puberdade, quando a produção de testosterona passa a aumentar, o individuo que produz muito hormônio acaba aumentando a taxa do diedrotestaterona, responsável pela calvície.

As duas principais causas da queda permanente dos cabelos são hereditárias e hormonais, ambas promovem o enfraquecimento do folículo "bulbo capilar" acelerando a queda definitiva dos cabelos. 

A queda dos cabelos pode-se dar por infecções, fungos ou bactérias, traumas atrito compulsivo de arrancar os fios de uma determinada área. Ela acontece também após cirurgia, parto e durante o tratamento de quimioterapia, pode ser mais intensa porém passageira, nesse caso o cabelo volta a crescer novamente. 

Alopécia Areata, conhecida popularmente como pelada, é uma característica por perda de cabelo e pelo por área arredondadas ou ovais, no coro cabeludo ou em outra parte da cabeça, como também em sobrancelha e barba, em alguns casos a alopécia pode estar associada a enfermidades de natureza imunológica como tireoide, diabetes, lupus, vitiligo, rinite e outras condições de alergia.

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Ler conteúdo completo
Indicados para você