[ editar artigo]

Redemoinhos, você nunca se livrará deles. Aprenda a usar a seu favor

Redemoinhos, você nunca se livrará deles. Aprenda a usar a seu favor

Os tricoglifos, conhecidos popularmente como redemoinhos, são uma alteração  na disposição dos fios, formando uma imagem em espiral,  não configurados como doença ou alteração genética. 

Os redemoinhos não são exclusivos da raça humana, formam-se na fase embrionária dos humanos e/ou animais quando cérebro, pele e pelo são formados simultaneamente. 

Não existindo nenhuma alteração anatômica do folículo piloso ou da haste, os redemoinhos determinam o caimento, a direção que os fios irão seguir podendo transformarem-se em grandes vilões quando não forem observados em um diagnóstico anterior ao corte das madeixas,  podendo colocar em risco, o resultado de todo um trabalho, trazendo surpresas desagradáveis como por exemplo ao se cortar uma franja curta em um cabelo que possui redemoinho na região frontal ou ao fazer uma nuca bem curtinha quando o redemoinho está localizado na base da mesma.

Podemos manter um redemoinho sob controle, deixando os cabelos mais compridos, gerando um peso, o que acarretará em uma curvatura mais controlada dos fios.

Em cabelos curtos, a utilização de produtos cosméticos como gel, pomada, spray, podem proporcionar bons resultados. 

Se não houver perigo em formar falhas, pode-se raspar os redemoinhos, localizados na nuca ou na transição da coroa para a região posterior da cabeça,  no caso de cortes de nuca bem curta ou cortes masculinos, por exemplo.

Pesquisas mostram que os redemoinhos costumam ser em sentido horário em pessoas destras e em sentido anti horário em canhotos.

Outra curiosidade observada é que pessoas que apresentam algum tipo de problema congênito como microcefalia e síndrome de down, possuem redemoinhos em abundância.

Educadores da Beleza - Colorimetria
Ler matéria completa
Indicados para você