[ editar artigo]

Química na Colorimetria Capilar

Química na Colorimetria Capilar

Colorimetrista especialista em transformação da cor do cabelo o que envolve conhecimento da composição química do cabelo para entender como será a reação química com a composição química do produto, entendendo isso o profissional vai estar preparado para comprar o produto certo para cada resultado que precisa ser entregue a cliente.

A indústria cria o produto de transformação da cor do cabelo, de acordo com o pedido do dono da marca sobre pesquisa do que está sendo mais aceito pelo cabeleireiro, como venda e não como resultado sobre reação química cabelo produto.

Para Desenvolver uma fórmula, para cosmético é feito levantamento de possibilidades.

A partir do Levantamento de Possibilidades, para confirmar se o produto consegue ser produzido em escala industrial, pesquisando laboratórios e fábricas no Brasil e verificando se os reagentes não precisam ser importados, é a escolha da maioria dos produtores, reduz os custos do projeto, evitando que seja desenvolvida uma fórmula muito difícil de ser fabricada.

Qual é a nossa responsabilidade como profissional que vamos trabalhar com o produto?

Como colorimetrista temos de estar compromissados com a transformação da cor com base real sobre como cada produto irá interagir com o fio de cabelo, só assim é possível entregar o resultado mais próximo ao tom natural de cabelo humano, ou ousar em criar o tom sul real completamente novo.

Formação química do cabelo

O cabelo é formado de 5 elementos químicos, átomos que reagem quando se quebra sua molécula por meio de reagentes químicos aniônicos.

Seus elementos químicos são:

  1. Oxigênio
  2. Hidrogênio
  3. Nitrogênio
  4. Carbono
  5. Enxofre

Esses átomos em sua integridade no cabelo natural são de carga elétrica neutra, porque cada átomo é formado de núcleo neutro em camadas eletrosfera com prótons e elétrons na mesma quantidade.

A quantidade de camadas eletrosfera com seus prótons e elétrons determinam a identidade do átomo, se ele é oxigênio, hidrogênio, nitrogênio, carbono ou enxofre.

A camada eletrosfera pode ser carregada negativa ou positiva, por ionização, de ganho ou perda de elétrons na camada eletrosfera, mais prótons na camada eletrosfera o átomo foi carregado positivamente, mas os elétrons foi carregado negativamente, assim ele muda sua característica em reação química.

Para mudar a característica de um átomo é preciso decompô-lo em moléculas por meio de ligações químicas, ligações de hidrogênio em sequência de  carbono e ionização positiva ou negativa.

A ligação mais usada na química é a de hidrogênio por sua característica em facilidade em perda de elétrons.

A água é inorgânico, CO2 é inorgânico;

Orgânico, carboidratos, óleos e vitaminas, ácido protéico.

Água também é polar, ela se mistura, tem afinidade com   molécula, que também é polar.

Apolar é o que não se mistura ou se dissolve, não dilui em água, exemplo queratina e óleo.

Por isso tem muitos produtos químicos em ligações de hidrogênio.

O hidrogênio se liga com oxigênio por meio de atração iônica, podendo a vir de uma a várias ligações de hidrogênio e oxigênio, na qual é chamada na química mais popularmente de ligações de hidrogênio ou ponte de hidrogênio.

Mas o átomo também tem sua característica química modificada por sequência carbônica e mais outros elementos químicos.

A estrutura química dos produtos que utilizamos no salão de beleza tem em sua formulação química, elementos químicos que tem sua reação química gerada partir de íons negativo ou positivo.

  • Positivo cátions
  • Negativo ânions

Estrutura química determinada pelo potencial hidrogeniônico, seu (pH), assim é possível identificar o produto como alcalino ou ácido.

Metais alcalino de  carga atômica negativo H O -

 Está na ligação  química hidrogênio e oxigênio.

Ácido de carga atômica  H +.

Está na ligação química só hidrogênio.

Lembrando que essas mudanças ocorrem na característica do átomo quando ele tem sua camada eletrosfera carregada de mais ou menos elétrons, deixando de ser neutro, de elemento químico ele passa ser substância simples ou composto.

Substâncias simples são aquelas com composição apenas de átomos ou moléculas de um mesmo elemento químico. Já as substâncias compostas ou compostos químicos são formados por átomos (ou íons) de elementos químicos diferentes. Estes sim podem ser decompostos em outras substâncias mais simples ou compostas.

As transformações na estrutura do cabelo em sua cor ou forma só é possível com produtos de pH alcalino, sua aparência física externa pode ser mudada com produtos ácidos que tenham afinidade com a estrutura fisiológica do fio do cabelo.

Para entender melhor como é pensando a ação dos produtos cosméticos sobre o fio de cabelo, é importante entender sobre esse pH e tabela periódica.

Como entender a tabela periódica para uso na profissão cabeleireiro?

A tabela periódica é uma forma de organizar os átomos e suas características químicas determinadas por sua camada eletrosfera e força atômica, quando sua característica é modificada ele se torna substância química.

A tabela periódica é organizada por período em que a ciência fez a descoberta do átomo e grupos de agentes químicos semelhantes por reações químicas e componentes parecidos, chamado família.

Exemplo: O número atômico 11 identifica o átomo de sódio.

O número atômico 17 identifica o átomo de cloro.

Períodos são as linhas horizontais numeradas, que possuem elementos que apresentam o mesmo número de camadas eletrônicas.

Ao todo totalizando sete períodos.

Famílias são as colunas verticais da tabela periódica, onde os elementos possuem o mesmo número de elétrons na camada de valência (camada mais externa a última camada). Muitos elementos dos grupos estão relacionados de acordo com as propriedades químicas.

Como é visto pela tabela átomos e moléculas são formadas por gazes e metais alcalinos, metais terrosos, semi- metais, elementos que estão presentes no corpo humano e no cabelo, estruturado em ligação que dá forma a cada característica e peso para cada tipo de molécula.

A indústria química para cosméticos capilares usa esses mesmos elementos químicos em peso molecular e força atômica notificada para fazer a transformação da cor e estrutura do cabelo.

Para ser rompida uma ligação estrutural existente terá que entrar com uma força atômica maior, seguindo as recomendações de uso do fabricante para que não haja o rompimento do fio cabelo.

A exemplo da mudança de forma do fio do cabelo de cacho para liso. Em sua forma natural sua estrutura é formada por ligações de sulfeto transformando em cisteína (aminoácido) para desligar ou romper essa ponte de sulfeto e mudar a forma do fio para liso, só vai ser possível com produtos alcalinos como tioglicolato de amônia, hidróxido de guanidina , hidróxido de sódio, lítio. 

  • Exemplo: (tioglicolato de amônia NH4+HSCH2COO) está na ligação química os elementos químicos nitrogênio, hidrogênio, enxofre, carbono, oxigênio. 

O mesmo acontece com a proteína melânica do cabelo, só vai ser possível a transformação da cor com produtos alcalinos.

Removedor de cor cosmética

Fórmula química: NaHSO2 -CH2O - 2H2O
Peso molecular: 154,1
Composição: 97 % Formaldeido sulfoxilato de sódio 
3 % Carbonato de sódio 
Nome Químico: Hidroximetanosulfínico ácido sal sódico
Sinônimo: Formaldeido sulfoxilato de sódio dihidratado

Reduz as moléculas dos corantes artificiais, fazendo com que estas se desprendam do fio. Desta forma, o ativo retira somente a “capa de coloração” dos fios, sem afetar sua estrutura e o pigmento natural. Promovendo o processo de desbotamento da cor somente onde houver coloração artificial.

Ele remove o pigmento por trauma químico, uma reação química entre substância ácida aldeído e alcalino carbonato de sódio.

O produto não possui amônia, seu principal ativo é o ácido hidroximetanosulfínico, um composto orgânico de sigla química HMSA,  utilizado para remover pigmentos cosméticos (coloração) sem a abertura do fundo de clareamento.

Produto por ligação metálica também é utilizado no salão.

Como saber se a  substância é ácido ou alcalino?

Se a concentração de H+ é maior do que OH-, o material é ácido, seu valor de pH é inferior a 7. Se a concentração de OH- é maior do que H+, o material é básico (alcalino), seu valor de pH maior do que 7. Se a quantidade de H+ e OH- presentes são iguais, o material é neutro.

Como identificar os átomos e moléculas, forças atômicas e peso molecular nos produtos que usamos no salão?

Para isso é importante conhecer as nomenclaturas usadas na química.

Também denominado símbolo químico que consiste em abreviaturas formadas por uma ou duas letras que se utilizam para designar os elementos químicos e que na sua maioria procedem da designação grega ou latina desses elementos. Por exemplo, H (hydrogenes) para o hidrogénio.

Para esse entendimento foi dividido em três fases:

1°  Número de carbono existente na cadeia.

1 Met

2 Et > Exemplo: Seu produto tem na formulação química uma ligação de 2 carbono no nome dele inicia com Et .

  • 3 Prop
  • 4 But
  • 5 Pent
  • 6 Hex
  • 7 Hept
  • 8 Oct
  • 9 Non
  • 10 De

2° Fase ligações 

  • Simples   An
  • Dupla.   En
  • Tripla.   In

Ou mais de uma ligação 

  • 2 Duplas  di (Dien)
  • 2 tripla tri.   (Triin) 
  • 1 duplo e 1 tripla (enin) 

3° Fase função ou terminação do grupo que a molécula pertence , indicado pelo símbolo químico da molécula que está na última camada de valência.

Exemplo :

  • HC > hidrocarboneto 
  • Al > aldeído
  • Ol  > álcool
  • Cetona > oba
  • Carboxila > oico

Como age a coloração na transformação da cor do cabelo?

A coloração tem a construção química em escurecer o cabelo natural e com cor cosmética e cabelo ausente de melanina (brancos), para isso é indicado uso de agente oxidativo de 6 % e 3% (10 volumes) de peróxido de hidrogênio (20 volumes), apenas para oxidar o corante e carrear os pigmentos para dentro do córtex. 

Na função de clareamento está em construção química em abrir caminho para ação do oxidante em clarear de 1 até 4 tons de acordo com a força de porcentagem do peróxido de hidrogênio.

Porque não é a coloração que clareia a melanina, o clareamento se dá pela liberação de oxigênio do oxidante, se o poder de clareamento fosse da coloração não teria como controlar o grau de clareamento no cabelo aplicando a mesma quantidade de cor pela altura de cor da coloração, exemplo: saindo de uma cor de cabelo natural 5, para clarear até a altura de 8, aplicando 8.1 e saindo de uma cor de cabelo 6, para clarear até 8, aplicando o mesmo 8.1.

Produtos químicos tem a reação química influenciada por antecedente genético?

Não, a química do produto reage com elementos presentes no cabelo e não em possíveis traços genéticos inativos, exemplo: se uma pessoa tem uma predisposição genética a uma doença que está na linhagem familiar de avô bisavô, o médico não vai iniciar um tratamento para uma doença que não existe não está presente no corpo.

Assim também se dá com a a química dos cosméticos, se a pessoa tem cabelo fino ou grosso, tem mais intensidade de melanina pela etnia genética, vai ser considerado na escolha do produto pelo que está sendo observado pelo diagnóstico visual, porque essas características físicas são indicadas pelos      elementos químicos presentes no cabelo, pelo qual o produto vai reagir e não por traços genéticos de ancestrais.

Produto de tratamento como age no cabelo?

Como explicado mais acima no artigo, o cabelo é formado de elementos químicos, quando ocorre uma síntese divisória de moléculas será formado moléculas de aminoácidos responsáveis pela cor, flexibilidade, cimento intercelular, forma estrutural por ligações de aminoácidos que vai estruturando o cabelo em seu interior e formando camadas sobrepostas de cutículas até que forme uma cadeia completa de proteína a queratina. Essa síntese é do sistema biológico humano depois que o fio já saiu do couro cabeludo ele se torna queratina rígida sem terminação nervosa e sem  atividade fisiológica, por isso ele não se regenera quando é danificado quimicamente.

Quando o cabelo tem sua forma estrutural modificada por produtos químicos cosméticos, há danos a serem reparados, que fazemos com produtos formulados com ativos e substâncias parecidos aos que contém no cabelo para que haja afinidade e seja possível reorganizar o pH, a cor, a forma estrutural e alinhar as cutículas.

O que inclui reorganizar a umidade, os lipídios e queratina 

Ativos que retém a umidade no fio é importante a presença deles nos produtos para cabelo, como a lanolina extraída da lã do carneiro do sebo, devem estar em conjunto em hidratar e nutrir, também óleos, é possível extrair do óleo do coco o ácido láurico de molécula menor, capaz de penetrar no fio difundindo no cimento intercelular, criando uma barreira contra o inchaço por água, reduzindo a perda das proteínas, mantendo a hidratação interna.

  • Cistina aminoácido importante, reorganiza a elasticidade do fio do cabelo 
  • Queratina da resistência e densidade pro fio.

Vitaminas e minerais não é possível repor ao fio por meio de cosméticos, precisam ser ingeridos por alimentos ou suplementos alimentares, a circulação sanguina é responsável por entregar o nutriente ao bulbo capilar , um corpo bem alimentado fornece a células a energia necessária para desenvolvimentos do fio.

Mineral zinco estimula a produção de cistina e colágeno responsável pela resistência do fio.

Vitamina B7 ou biotina é importante no desenvolvimento da pele, unha, cabelo, auxilia no metabolismo de lipídios e queratina.

Reação química dos produtos nas cutículas 

Cutículas são camadas sobrepostas entre microfissuras, reações químicas de transformações do fio, tem como reação gerar aquecimento, esse processo acontecendo dentro do fio, a pressão gerada expande o córtex  fazendo com que as fissuras se alarguem ficando mais abertas, expor o cabelo ao excesso de química causa desgaste na camada hidrolipídica, causando o ressecamento e até perda de cutículas.

Shampoo não causa reação de aquecimento interno no fio, mas seu nível de adstringência pode limpar em excesso deixando as fissuras entre as cutículas abertas sem selamento, desalinha as cutículas deixando o cabelo com aspecto frizado o frriz.

Hoje no tempo em que vivemos temos a nossa disposição produtos químicos cosméticos que nos dão possibilidades de fazer transformações no cabelo de nossas clientes, basta saber como a química pode ser melhor usada em nossa profissão Colorimetrista Capilar.

Até nosso próximo encontro no  Educadores da Beleza.

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Elizete Jardim. Colorimetristaconsultora
Elizete Jardim. Colorimetristaconsultora Seguir

Elizete jardim , cabeleireira Consultora on-line,pecializada em colorimetria , Colorimetria Avançada By Alejandro Valente. E especializada em cortes avançados Academia do c Corte. Claudiney Ravaglia e Alejandro Valente. elizetesouzajardim@gmail.com

Ler conteúdo completo
Indicados para você