[ editar artigo]

O setor da Beleza é o que mais cresce no Brasil e no mundo??

O setor da Beleza é o que mais cresce no Brasil e no mundo??

A resposta simples e clara é sim!!

Porém, ao se falar do setor da beleza estamos falando de tudo. Além dos produtos para o cabelo também entram:

  • Sabonetes;
  • Papel higiênico;
  • Pasta de dentes;
  • Produtos para pele;
  • Protetor solar;
  • ...enfim, tudo que higieniza ou limpa.

Assim, vou fazer a pergunta novamente:

O setor da Beleza é o que mais cresce no Brasil e no mundo??

Se corresponder somente aos produtos de beleza ligados ao cabelo a resposta é NÃO!!

Com certeza a indústria de cosmético capilar vem crescendo muito! Mas os avanços em tecnologia continuam fracos e arrastados.

Por que digo isso?

Porque faz um tempo em que não se cria algo, se descobre um ativo novo ou um produto realmente revolucionário.

 

Existe o caminho para desenvolver e criar... mas a grande verdade é que o lucro em produtos já conhecidos e de baixo custo logo corrompe.

 

Vivemos a era da progressiva e do pó-descolorante que clareia mais (9 tons... 10 tons...) de matizadores que são de vários tipos, formas e cores, mas que ao aplicar no cabelo todos revelam o mesmo tom.

 A disputa não é quem tem a melhor tecnologia ou o melhor produto, mas sim quem consegue fazer o melhor marketing.

Muitas mentiras são criadas e meias verdades propagadas.

Por quê??

Porque existem milhares de produtos iguais de centenas de marcas que se dizem diferentes.

Entre iguais, como ser diferente? Esse tem sido o desafio!

Assim muitos tem entrado nesse setor, o setor da beleza! Muitas empresas são criadas todos os anos e ao mesmo tempo muitas outras entram em falência.

Qual minha visão sobre tudo isso?

Tenho prestado consultoria para várias marcas de cosméticos e conversado com empreendedores, investidores e donos. Percebo que a grande maioria não sabe o que produzir e de verdade não tem a mínima ideia de por onde direcionar a empresa. Todos querem lucrar milhões (o que é compreensível), mas não se apercebem que o produto precisa ser aceito e resolver o problema que se propõe no cabelo.  

  • O cabeleireiro já compra de alguém.
  • Deixar o produto consignado tem sido uma tática desleal aceita.
  • Os distribuidores são multimarcas.
  • Workshops e cursos cancelados por falta de público. 
  • Falta de suporte técnico.
  • Produtos que não vendem.
  • Não existe recorrência na venda.

Acima alistei alguns dos problemas que afligem não somente as empresas emergentes, mas também as que já se estabeleceram e estão perdendo mercado.

Perceba que existem 2 tipos de empresas:

(1) Inovação

(2) Resultado

Empresa de inovação é aquela que sempre tem um produto novo com embalagem, fragrância e textura diferente. Porém existe essa necessidade por conta de não ter recorrência na venda dos produtos. O problema é que se tornam concorrentes dos seus próprios produtos.

Empresa de resultado é aquela que tem o produto aceito e há anos vende sem esforço o mesmo produto. Seria como vender Coca Cola, "Na verdade ninguém vende Coca Cola"  se vende sozinho!!

Em meio a isso você com certeza se pergunta:

 "O que o profissional precisa saber para identificar o melhor produto?"

É uma pergunta mais que interessante e merece resposta. E darei no próximo post.

 

Comente aqui o que você percebe do setor, marcas e produtos?

Nos vemos nos comentários!

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Alejandro Valente
Alejandro Valente Seguir

Colorimetrista Educador - Considerado especialista na área de educação profissional, seu programa de cursos e workshops tem reconhecimento internacional. Profissional a 18 anos, idealizador do curso EAD online de COLORIMETRIA avançada

Ler conteúdo completo
Indicados para você