[ editar artigo]

Movimentos repetitivos. Temos que cuidar e fortalecer nossos braços, punhos e mãos.

Movimentos repetitivos. Temos que cuidar e fortalecer nossos braços, punhos e mãos.

Olá amigos e amigas, colegas de profissão cabeleireiros e cabeleireiras do mundo! Neste artigo quero conscientizar e alertar vocês. Além de nossa profissão existem várias outras que podemos ter essas falhas dos movimentos repetitivos... Podemos ter em profissionais que usam computadores, cozinheiras, instrumentistas, cabeleireiros e várias outras profissões podem desenvolver. São elas: 

  • Tendinite
  • Bursite
  • Síndrome do Túnel de Carpo
  • Tenossinovite dos Flexores dos Dedos
  • Mialgia
  • Epicondilite Lateral
  • Doença de Quervain
  • LER         

Então pessoal é muito sério, estou aqui pra compartilhar o que aconteceu comigo e dar umas dicas pra vocês então bora pro vídeo.

https://drive.google.com/file/d/1zbTxEyfRW5_wl-psUSn76RmTA1wOFT6v/view?usp=sharin

Os principais sintomas de LER são: dor nos membros superiores e nos dedos, dificuldade para movimentá-los, formigamento, fadiga muscular, alteração da temperatura e da sensibilidade, redução na amplitude do movimento, inflamação. Quando acordamos, os braços, as mãos ficam formigando dormente, depois que você acaba de fazer uma escova a mão que você segura o secador fica estranha. Tem pessoas que conheço que perdem o tato das mãos, e não conseguem pegar nada, fica fraco, cai tudo, tudo que pega segura e cai... se chegar neste ponto é cirurgia mesmo.

Se você já começou a ter estes sinais procure o médico Neurologista ,ele vai te pedir um exame que se chama ELETRONEUROMIOGRAFIA, é um exame complementar que consiste em um conjunto de testes diagnósticos para avaliar a função do sistema nervoso periférico: nervos, músculos e junção neuromuscular. O exame divide-se basicamente em duas partes: o estudo da condução nervosa e a eletromiografia de agulha.

Se cuide, já vai fazendo seu fortalecimento pra não acontecer igual aconteceu comigo .E por muitos anos fiz muitos movimentos,  fazia tudo, unhas, sobrancelhas, cabelo, limpeza de pele, não sei qual que contribui pra pior. Faça as terapias, eu já cheguei a fazer. e fiquei muito triste pensando que daqui uns anos se eu não conseguir trabalhar, o que vou fazer da vida?  A gente pensa que nuca vai acontecer com a gente. Olha, pois comecei a trabalhar com 13 anos de idade, fiz meu 1º curso com certificado, hoje tenho apenas 32.

Deixe seu comentário aqui embaixo e conte sua história também.

Obrigada! Espero ter ajudado! 

 

 

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Daiane Pereira
Daiane Pereira Seguir

Sou cabeleireira a 18 anos, sou formada no curso superior de Estética e Imagem pessoal.Comecei na profissão aos 13anos de idade.Agora cursando o Colorimetria Avançada com Alejandro Valente. Amo o que faço.

Ler conteúdo completo
Indicados para você