Você procura por
  • em Publicações
  • em Grupos
  • em Usuários
BACK

Morfologia do cabelo

Morfologia do cabelo
Elizete Jardim. Colorimetristaconsultora
Sep. 9 - 5 min read
0280


E aí, quem tá comigo? Vamos estudar juntos? Já que dediquei esse tempo para meditar, refletir no que aprendi e como colocar esse conhecimento em prática no meu trabalho, vou dividir esse conhecimento com você.

Morfologia/Significado/Diferença por etnia.

  • O estudo da forma, da aparência externa da matéria.
  • O estudo da configuração e da estrutura externa de um órgão ou ser vivo.

Etnia, grupo étnico é um povo, uma categoria de pessoas que se identificam mutualmente com base em uma genealogia ou ancestralidade comum presumida ou em semelhanças língua, historia, cultura ou nação em comum, baseado na sociedade em que se vive.

Nos cabelos orientais é encontrado maior teor de cistina nos microfilamentos. Já nos cabelos de pessoas afrodescendentes é encontrado maior teor de cistina na matriz cortical, isso faz com que às propriedades mecânicas dessas etnias, ou seja, os cabelos orientais são mais resistentes à tração mecânica quando comparados aos cabelos de afrodescendentes. Isso faz do cabelo afro um cabelo com mais ligação de enxofre, o que o faz necessário uso de produtos mais forte em alisamento, ao mesmo tempo que o torna mais frágil nas camadas de craticulas.

O cabelo tem na estrutura a exocutícula,  apresentando maior teor de cistina queratinizadas, que possuem caráter hidrofóbico. A endocutícula tem menos cistina, com isso possui uma queratina mais amolecida e rica em proteínas, enzimas, vitaminas, íons, ácidos nucleicos, açúcares, carboidratos e ácidos graxos, os quais, em sua maioria, são solúveis em água.

Essa composição proporciona, a endocutícula, caráter hidrofílico e menor resistência a ataques químicos se esta for comparada as outras estruturas do cabelo, pois tem cerca de 3% de cistina.

  • A epicutícula é formada, basicamente, de ácido 18-metil-eicosanoico ligado a uma membrana proteolipídica que também é rica em cistina (cerca de 12%) de alto caráter hidrofóbico.

Como resultado dessas diferenças de composição entre a endocutícula e a epicutícula, é esperado que apresentem reações diferentes a tratamentos cosméticos e mesmo à água e ao tensoativo.

Uma vez que a camada cuticular é responsável pelo egresso e ingresso de substâncias do interior da fibra, dependendo do material que for colocado em contato com a fibra haverá duas vias de transporte principais para o interior da fibra.

Dependendo das propriedades fisico-quimicas do produto aplicado, a penetração pode se dar através de duas vias, transcelular (por entre as células ), a penetração de substâncias no interior do cabelo através da cutícula, e a via intercelular (por dentro da célula). A difusão dessas substâncias entre as cutículas é realizada pelo CMC. A via intercelular é a mais aceita por processos cosméticos em geral, pois a penetração se dá partindo de componentes pobres em ligações cruzadas dissulfidicas derivadas da cistina para os componentes mais ricos. Estudos mostram que a difusão para o interior da fibra é mais rápida quando o cabelo está danificado, ou seja, quando há menos pontes dissulfidicas na estrutura do cabelo.

Não há diferenças significativas entre a composição de aminoácidos presentes na fibra capilar das diferentes etnias.

O fator que determina pequenas diferenças entre essas composições está relacionado a concentração de certos aminoácidos na microestrutura da fibra capilar.

Tendo como exemplo o cabelo que tem mais e o cabelo que tem menos determinado aminoácido nos tipos de pele e de cabelo por sua etinia . Está relacionado a diferenças raciais ou geográficas por primeiras adaptações dos seres humanos à temperatura e a outros influências ambientais em defesa do organismo.

Para classificar os tipos de cabelo, os grupos raciais podem ser divididos em três:

  1. Caucasiano
  2. Oriental 
  3. Negroide

As variações na curvatura da fibra e na forma da secção transversal dos cabelos dessas raças são determinadas geneticamente.


Estabeleceu-se que o cabelo negroide tem alto grau de irregularidade no diâmetro ao longo da fibra, quando comparado aos demais tipos étnicos. Sabe-se também que a secção transversal de sua fibra é mais oval do que a dos cabelos caucasiano e asiático, que são mais cilíndricos ou rolisso .

O cabelo afro apresenta menor resistência ao estiramento e quebra mais facilmente do que o cabelo caucasiano. O cabelo afro tem menor humidade em relação ao cabelo caucasiano. Porém, no aspecto químico, em termos de proteínas e aminoácidos, os cabelos caucasiano, afro e asiático são similares, já que nenhuma diferença significativa relativa à composição química entre esses tipos de cabelo foi estabelecida definitivamente. 

Até 2007 o mais completo resumo de dados da literatura de análise de aminoácido de fibra capilar das raças caucasiana, negroide e mongoloide indicou coincidência entre as quantidades de todos os aminoácidos do cabelo do escalpo para esses três maiores grupos raciais . Por outro lado, estudo recente no qual foi utilizada microespectroscopia de infravermelho com radiação Sincroton, realizada com amostras de cabelo caucasiano e afro, mostrou que o primeiro normalmente contém mais lipídio localizado dentro da medula e menos na extensão da cutícula. Um resultado diferente foi observado para o cabelo afro, no qual essa maior concentração medular de lipídios não foi detectada.

Foi um przer dividir o que aprendi com voçê.

Elizete jardim 

Colorimetrista




Report publication
    0280

    Recomended for you