[ editar artigo]

Matemática da colorimetria é fundamental para o equilíbrio da cor

Matemática da colorimetria é fundamental para o equilíbrio da cor

Hoje felizmente já está bem segmentado o quanto a matemática está presente na colorimetria capilar.

Como o universo das cores são de grande amplitude, quanto mais se estuda colorimetria no método Colorimetria Avançada By Alejandro Valente, mais o conhecimento avança para novas matemáticas da Colorimetria. Isso se dá para o profissional que não se satisfaz em apenas seguir um passo a passo do que foi aprendido em curso.

Por que você deve entender colorimetria de verdade?

Pode estar certo, se você estudar colorimetria a fundo, você se transformará em criador de suas próprias cores, e o que é melhor, sem ter que investir tanto em  abrir uma fábrica de coloração ou ser produtor de uma, a menos que esse seja seu objetivo... tudo certo.

Mas se você é como eu que quer saber criar cores para não ter que manter um estoque tão grande de coloração e tonalizante, saiba que é preciso entender sobre a importância de fazer uso da matemática da colorimetria para trabalhar com a quantidade exata de pigmentos, não criar um desequilíbrio de junções de cores e ter uma surpresa desagradável no resultado da cor.

Por que temos que trabalhar com quantidade exata de cor?

Vou falar de duas razões: 

Primeiro, como você já deve saber, para criar um branco platinado em cabelos brancos tem duas regras importantes:

• Aplicar em cabelos brancos corretor só em junções dos três corretores: azul, verde, violeta + 9.1 em cabelo 100% branco, ou descolorir a porcentagem de cabelo natural ao lado do branco até o fundo de clareamento 9 ou 10. Assim está dentro do equilíbrio das cores.

O que acontece se não seguir essa regra da colorimetria?

O resultado que está na foto, lá em cima no começo do POST.

Isso aconteceu por que foi aplicado em cabelos brancos descoloridos a porcentagem do natural aberto em fundo de clareamento 8 , 8.1+ corretor azul, verde e violeta, com a quantidade de cores irregulares, fora do padrão da matemática da colorimetria. Os pigmentos dos corretores não se neutralizaram entre si e revelou o azul no cabelo que estava 100% branco.

O outro caso, cabelo branco com porcentagem do cabelo natural ao lado do branco, aberto até fundo de clareamento 10 foi aplicado 9.01 + corretor azul, verde e violeta.

Por aplicar maior quantidade de base fora do fundo de clareamento aberto 10, os corretores não se neutralizaram entre si, revelou o tom mais quente porque ouve um desequilíbrio de cor. Absorveu o amarelo e diluiu o violeta para o lilás.

Quer acertar na cor sempre? Use a  correta matemática da colorimetria.

É um prazer dividir conhecimento e trocar experiências com você.

Educadores da Beleza - Colorimetria
Elizete Souza Costa Jardim
Elizete Souza Costa Jardim Seguir

Elizete jardim ,especializada em colorimetria , Colorimetria Avançada By Alejandro Valente. E especializada em cortes avançados Academia do c Corte. Claudiney Ravaglia e Alejandro Valente. elizetesouzajardim@gmail.com

Ler matéria completa
Indicados para você