[ editar artigo]

Incompatibilidade química

Incompatibilidade química

O que é?

É uma reação que ocorre na fibra capilar por meio de químicas incompatíveis, provocando um super aquecimento, atingindo a camada hidrolipídica e em alguns casos ocorre até mesmo a quebra dos fios 

E como evitar que isso aconteça? Para isso é indispensável o teste de mecha.

O teste de mecha, ao contrário do que alguns pensam ser perda de tempo, é o nosso maior aliado, pois evita situações como essa da foto.

O conhecimento sobre os produtos e suas composições também é fundamental.

Esses são os danos causados na fibra capilar, que a olho nu não conseguimos ver, cutículas eriçadas, porosas, e a estrutura do fio totalmente comprometida.

Eu não sei você, mas hoje o teste de mecha é meu maior aliado, antes de adotar essa prática passei por várias situações ruins relacionadas a incompatibilidade química, por falta de conhecimento.

Se você deseja ser um profissional cabeleireiro referência com resultados de qualidade, você precisar a partir de hoje buscar conhecimento.

A incompatibilidade química não ocorre somente entre químicas, existem alguns fatores que podem causar reações químicas.

SÃO ELES:

  • Cloro da piscina;
  • Exposição excessiva ao sol;
  • Uso excessivo de chapinha;
  • Água do mar.

Algumas pessoas perguntam se podem alisar o cabelo e fazer mechas.

Você acha que isso é possível?

Existem os alisamentos a base de Tioglicolato e Hidróxidos (sódio, lítio e guanidina).

Os cabelos alisados com Tioglicolato podem sim passar pelo processo de descoloração, desde que haja resistência no fio, tudo mediante teste de mecha. Nesse caso o Persulfato de amônio é compatível com o Tioglicolato de amônio.

Em alguns casos há possibilidade de fazer apenas um efeito morena iluminada, pois mesmo sendo químicas compatíveis, usadas em excesso pode causar corte químico.

E os cabelos alisados com Hidróxidos também podem passar por uma descoloração?🤔🤔

A resposta é SIM, claro que também mediante teste de mecha, só que não com o pó de Persulfato de amônio e sim com o Persulfato de Potássio. Pois os mesmos na tabela periódica fazem parte da mesma família e por isso são compatíveis entre si.

Aí você me pergunta: Ah, então se cabelos alisados podem fazer mechas, então cabelos com progressivas também podem?

Como já falei, o teste de mecha vai nos dizer o que podemos ou não fazer.

Quando falamos em progressivas estamos falando de bases muito ácidas, e a descoloração é uma base alcalina, por isso não aconselhamos essas duas químicas em um cabelo.

É uma lutando contra a outra, porque uma sela em excesso a cutícula e a outra precisa abrir essas cutículas para despigmentar os fios.

Espero que esse conteúdo seja útil pra você 😃.

Se sim, deixa seu comentário, ou experiência! 😊

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Erlane da Silva Gomes Oliveira
Erlane da Silva Gomes Oliveira Seguir

Trabalho com cabelos a 10 anos Amoo transformar Tenho um projeto chamado (PBEM) Projeto Beleza Escondida Mulher Estou encantada com esse curso Desejo me tornar uma exper em colorimetria,mudar minhas crenças e poder entregar resultados p Sou Piauiense

Ler conteúdo completo
Indicados para você