[ editar artigo]

Conhecendo o cabelo: 1° Parte - Couro cabeludo é pele!

Conhecendo o cabelo: 1° Parte - Couro cabeludo é pele!

Na série conhecendo o cabelo, vou trazer algumas informações sobre tricologia, e claro o COURO CABELUDO também faz parte do nosso dia a dia no salão de beleza.

Por este motivo é importante sabermos algumas coisas relacionadas a ele.

Então vamos lá!


O conjunto dos tecidos moles que cobrem o crânio constituem o couro cabeludo. Trata-se de um revestimento contínuo, suave e resistente.

Está dividido em várias camadas. A mais superficial inclui os bolbos pilosos, que contêm pelos e cabelos. O couro cabeludo tem o mesmo tipo de estrutura da pele e desempenha vários papéis: barreira física, proteção imunológica, isolante térmico...

A renovação celular do couro cabeludo ocorre em 14 dias, mas pode ser acelerada em caso de inflamação. Comparativamente, a renovação das células da pele é mais lenta: 21 dias.

As células mortas do couro cabeludo são eliminadas sob a forma de escamas minúsculas e invisíveis. No entanto, em caso de inflamação e híper descamação, as células mortas acumulam-se e tornam-se visíveis. É a caspa.

Couro cabeludo é PELE, e não devemos nunca esquecer isso.  

Pele, tipo de tecido formado pela reunião de células. Protege o organismo do ambiente externo. Tem sua estrutura dividida em:

  • Epiderme: camada superficial que forma uma barreira protetora de queratina, onde estão os poros e pelos.
  • Derme: Camada mais profunda.
  • Hipoderme: camada onde ficam células adiposas, vasos sanguíneos, nervos e folículos linfáticos.  

A pele contém:

  • Terminações nervosas responsáveis pelas sensações de frio, calor, pressão e contato.
  • Pigmentos responsáveis pela cor da pele.
  • Vasos capilares que formam uma complexa rede com a finalidade de levar as substancias aos tecidos e células.
  • Glândulas sebáceas seborreia, doença que causa queda dos cabelos.
  • Glândulas sudoríparas produzem o suor, são encarregadas de trazê-los à superfície da pele. O suor junto com o sebo, expelido pela glândula sebácea provoca a lubrificação dos cabelos.

Composição Química da Pele:

  • Água 
  • Sais minerais
  • Lipídios (corpos gordurosos)
  • Protídeos (entram na formação da queratina) 

A pele tem como função a normalização da temperatura com a umidade que as glândulas sudoríparas segregam.

Absorção: a pele absorve as matérias adiposas, porém não absorve a umidade. Isto se deve as substancias adiposas que existem na epiderme (por isso o cabelo mofa e embolora, porque o couro cabeludo precisa de tempo para secar).

Secreção: a pele segrega ou expele as matérias sebosas, através das glândulas sebáceas, Proteção: as células córneas da pele impedem a penetração dos micróbios nocivos ao corpo, e a camada de rede malpighiana protege a pele dos danos que os raios de luz podem causar.

Excreção: as glândulas sudoríparas da pele expelem os resíduos orgânicos junto com o suor, Sensação: captadas por filetes terminais dos nervos (calor, frio, dor, pressões).

    Bom neste artigo dei uma breve resumida sobre o couro cabeludo, claro que temos muito mais coisas a estudar sobre ele, tais como: as doenças e anomalias. Porém neste artigo foi apenas uma leve introdução, mais para frente se for de seu interesse deixe aqui nos comentários que trago mais assunto relacionados.

    O próximo artigo é sobre a ESTRUTURA DO FIO, não deixe de ler e se encantar com o universo de como é formado nosso fio de cabelo.

    Ah, lembre-se de salvar este artigo para ler sempre que quiser!

    Até o próximo artigo, te vejo em breve!

    Elaine Domingues - Educadora

     

    Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
    Elaine Domingues
    Elaine Domingues Seguir

    Lapidar talentos transformando a vida do profissional da beleza com o conceito: ”Trabalhar melhor, trabalhar menos e ganhar mais” Formada em Colorimetria Avançada por Alejandro Valente, Pivot Point e Academia L´oreal em Paris.

    Ler conteúdo completo
    Indicados para você