[ editar artigo]

Composição química do cabelo e suas pontes

Composição química do cabelo e suas pontes

Todos nós sabemos que as ligações mais importantes do cabelo está dentro do córtex, lá nos temos as pontes dissulfeto, salinas, hidrogênio e enxofre.

Sabemos também que o fio do cabelo é composto  por Carbono, Hidrogênio, Oxigênio e que unidos, formam uma proteína chamada queratina, que representa 85% da composição do cabelo, completada por 12% de água e 3% de lipídios.

Composição química:

Carbono 45%- Responsável por fortalecer as ligações entre os aminoácidos (proteínas) potencializando a hidratação e permitindo a melhor absorção dos ativos, fazendo com que os cabelos permaneçam hidratados, brilhantes e macios. É responsável por proporcionar peso ao cabelo.

Hidrogênio 7%- É o mais simples de todos os elementos e o elemento chave para resposta dos íons, pois os potenciais de hidrogeniônicos resultam deste elemento.

Oxigênio 28%- Ele é um elemento representativo e ametal a sua função é auxiliar a movimentação celular e contribuir para o ciclo de oxidação.

Nitrogênio 15%- Tem a função contaria do oxigênio, ele é um inibidor de oxidação. Ele é um ametal, inodoro, incolor, insipido.

Enxofre 5%- Essencial na formação das pontes permanentes do cabelo, esse é responsável pelo formato do cabelo.

Agora vamos entender um pouco mais o que são as pontes que encontramos dentro do córtex.

As pontes de enxofre, sulfeto (carbono) e salinas são responsáveis pela estrutura permanente do fio e se o cabelo é encaracolado, liso ou crespo são essas pontes que determinam a forma que eles nascem.

A ponte de hidrogênio (água) é responsável pelas pontes temporárias. Toda vez que molhamos o cabelo desligamos as pontes temporárias, e damos uma nova forma ao cabelo.

Pontes de hidrogênio (ligações temporárias do cabelo)- São as ligações temporárias, são pontes mais fracas e encontram-se em maior quantidade  e também são as mais fáceis de serem rompidas, pois como já foi falado elas são as pontes temporárias que dão forma ao cabelo toda vez que esses são molhados e secamos da forma que desejamos. Exemplo: Quando lavamos nosso cabelo e logo depois fazemos uma escova e pranchamos, porém este cabelo é encaracolado, nós rompemos as pontes de hidrogênio (ponte temporária) e depois unimos as pontes e deixamos esse cabelo liso, mas assim que lavarmos novamente esse cabelo e deixarmos secar de forma natural, ele une suas pontes temporárias e volta a ficar encaracolado. E assim toda vez que quisermos mudar a forma dos cabelos basta molhar ou até mesmo a umidade pode ocasionar isso. Exemplo: Quando fazemos uma escova e pegamos sereno ou umidade do ar podemos observar que o cabelo começa a mudar a sua estrutura e ficar armado ou com frizz devido a umidade, pois suas pontes de hidrogênio estão novamente sendo rompidos, estão novamente sendo alteradas, e vão se religar no formato natural do fio, devido a umidade do ar.

Pontes salinas (Pontes Intermediarias)- São pontes intermediarias porque elas possuem cargas positivas e negativas nas cadeias polipeptídicas (cargas de sinais, os opostos se atraem). São um pouco mais fortes do que as pontes de hidrogênio, e elas são alteradas quando alteramos os níveis de pH, então podemos acidificar ou deixar alcalino, e você só consegue voltar a estrutura normal quando você estabiliza esse pH, pra o pH natural do cabelo. 

Pontes dissulfeto ou ligações de enxofre (responsável pela estrutura permanente do cabelo)- As pontes dissulfeto são as ligações mais fortes do cabelo, essas só vão ser rompidas quando nós utilizarmos químicas. Exemplo: Quando você trabalha com alisamentos (hidróxidos, Tioglicolato etc..), quando você realmente muda a estrutura do fio e as pontes dissulfeto vão ser religadas quando você der um novo formato para o fio e neutralizar o pH do cabelo nesse novo formato. Lembrando que quando desligamos as pontes dissulfeto e religamos em um novo formato essas não voltam mais ao formato natural do cabelo, mesmo sendo molhados.

Um alerta quando fazemos descoloração, principalmente em cabelos cacheados, isso é possível ver de forma mais nítida, as vezes os cachos perdem um pouco a sua estrutura, provavelmente porque ao descolorir atingimos as pontes dissulfeto e modificamos a sua estrutura.

Educadores da Beleza - Colorimetria
Ler matéria completa
Indicados para você