[ editar artigo]

Compatível com todas as químicas: Alerta!

Compatível com todas as químicas: Alerta!

Já ouvi essa frase sendo dita em apresentação de produtos para redução de volumes em cabelos.

Muitos até usam como marketing atrativo, eu já comprei e não paguei barato de uma marca muito conhecida no mercado, para atender as necessidades de minhas clientes que queriam reduzir o volume do cabelo no intervalo do alisamento convencional e o que mais me fez me interessar pelo produto foi exatamente o dito compatível com todas as químicas.

Antes de falar para você minha experiência com produtos do tipo, quero que considere comigo um fator:  O que é compatibilidade ?

Sabemos que no mercado em que atuamos há produtos químicos de transformação capilar em várias versões químicas para cada necessidade para o resultado que planejamos ,  quando usamos um produto que é compatível com outras químicas que nossas clientes tem no cabelo, porque é uma realidade,  muitas clientes não fazem só um tipo de procedimento químico no cabelo, sempre no intervalo entre uma química e outra o cabelo é processado quimicamente.

Nós como profissionais já sabemos que é necessário termos produtos químicos compatíveis para atender essas clientes, e se o produto é compatível o procedimento químico que realizamos pode ser feito em intervalos sem o problema de quebra por incompatibilidade. Mas infelizmente tem produtos sendo vendidos no mercado com a promessa de incompatibilidade, que de fato não é, como exemplo produtos com ativos ácido glioxílico, redutores de volume de cabelos. É ensinado que pode ser aplicado em cima de qualquer química, mas só isso não é suficiente para dizer que o produto é compatível com qualquer química.

E se for feito processo ao contrário, aplicar outra química em um cabelo processado com ácido glioxílico, o que acontece?

Eu sei o que acontece, o cabelo quebra... Quebrei o cabelo de minha cliente ao fazer relaxamento, que tinha passado alguns meses antes por processo de ácido glioxílico. É certo que cometi o erro de não fazer o teste de mechas.

Estava crente que como foi me passada a informação de que o produto era compatível com todas as químicas, e mais, fiz treinamento para trabalhar com o  produto e em nenhum momento ninguém que representava a marca orientou ou avisou que outras químicas era incompatíveis com o produto, que não podiam aplicar tioglicolato de amônio em cabelos que estavam processados com o produto, que era a base de ácido glioxílico.

Então fica o alerta, ácido glioxílico não é compatível com todas as químicas. Por que compatível com todas as químicas é quando uma química é aplicada sobre a outra e não ocorre reação de incompatibilidade.

Informações adicionais 

Ácido glioxílico é um ativo utilizado em nossa profissão, em produtos cosméticos para  cabelos, que oferecem alisamentos ou redução de volumes dos fios, mais conhecidos como progressivas, selantes, botox.

 Você sabe exatamente o que é o ácido glioxílico? 

Preste atenção nessa informação.

Para se certificar se o produto que usa para alisar, fazer alinhamento dos fios, reduzir volumes tem o ácido glioxílico, verifique no rótulo se aparece na composição esses nomes da imagem acima.

Você pode estar pensando: Mas todo tipo de formol, ácido glioxílico não foram proibidos pela Anvisa? Como então esses produtos circulam livremente no mercado? 

Veja o que diz estudos e pesquisas de autoridade no assunto:

Sempre busque conhecimento antes de utilizar qualquer produto e fazer procedimento no cabelo de sua cliente, isso será um passo importante para seu sucesso.

Nos vemos por aqui no Educadores da Beleza.

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Elizete Jardim. Colorimetristaconsultora
Elizete Jardim. Colorimetristaconsultora Seguir

Elizete jardim , cabeleireira Consultora on-line,pecializada em colorimetria , Colorimetria Avançada By Alejandro Valente. E especializada em cortes avançados Academia do c Corte. Claudiney Ravaglia e Alejandro Valente. elizetesouzajardim@gmail.com

Ler conteúdo completo
Indicados para você