[ editar artigo]

Como se adequar a fisionomia e os penteados?

Como se adequar a fisionomia e os penteados?

É de muita importância que o penteado seja adequado à forma do rosto que vai emoldurar.

Para se fazer uma fisionomia perfeita, o profissional deverá criar um penteado que coloque em evidência a sua perfeição.

Uma cliente será muito grata a um cabeleireiro que, após uma atenta análise saiba  dimensionar o seu rosto, corrigindo cada detalhe que foi analisado. 

A ondulação, o crespo e o cabelo liso tem importância fundamental na separação do volume e são elementos para se usar com cautela e com as mãos leves.

O cabeleireiro prático poderá dividir separadamente estes tipos de cabelos e sempre com muita calma, mesmo que esse cabelo tenha um corte perfeito, podendo  variar de acordo com o comprimento e qualidade do seus cabelos, sem perder de vista a exigência da moda.

Existem casos especiais que o cabeleireiro deve intervir para não prejudicar a estética da cliente.

Pescoço Longo

O pescoço longo é elegante, mas de acordo com a altura da pessoa é indispensável  reduzi- lo com um penteado adequado. 

Deve- se adequar naturalmente o penteado e o corte na parte de cima da cabeça,  criando- se um ao contrário, um volume na base do pescoço, sendo liso ou ondulados.

Pescoço Curto

Se a fisionomia do rosto permitir, deve- se adotar um penteado vertical  acompanhando a altura do rosto e elevando o volume para o alto, ou um penteado curto com um grande disfarce na nuca. 

Testa Baixa

Deverá criar um volume com mecha de cabelo na frente e de perfil dará uma boa proporção ao rosto, levemente para cima. 

 

 

  

Educadores da Beleza - Colorimetria
Ler matéria completa
Indicados para você