[ editar artigo]

Alopecia por tração

Alopecia por tração

VAMOS CONVERSAR UM POUCO SOBRE : ALOPECIA POR TRAÇÃO 

A tração é uma estrutura que exercemos sobre alguma coisa. 

Mais como isso de dá no dia dia?

No ato de desembaraçar o fio, você exerce uma força, (exercendo uma tensão sobre alguma coisa), e por quantas vezes vamos tracionar? 

Isso irá depender da nossa necessidade ao desembaraçar e da força em que vamos fazer isso.

Todas as vezes que penteamos o cabelo estamos exercendo uma tração ou tensão mecânica, mas o que isso pode causar? Causa estresse, tração e tensão na haste capilar (estrutura física que está ligada na raiz do couro cabeludo, que é uma estrutura viva que tem toda a sua biologia e terminações nervosas), irrigação sanguínea.

Então sempre estamos exercendo uma força na haste e no couro cabeludo.

O estresse (fadiga) causado pela força que gera uma reação de inflamação, pode gerar desconforto, pois estaremos mudando alguma coisa em uma região específica, estamos mudando a normalidade de células da estrutura capilar. Então, essa inflamação vinda desse estresse, da mudança dessa tração e tensão, nós não podemos esquecer algumas questões.

Vamos ressaltar que:

Toda inflamação tem como por consequência promover radicais livres (moléculas instáveis), e por serem instáveis atrapalham a funcionalidade de outras células saudáveis, então gera naturalmente uma complicação na funcionalidade do cabelo, podendo então ocasionar uma mudança no nascimento do fio.

O folículo piloso possui uma ondulação, a raiz do cabelo tem um direcionamento, então se prendermos o cabelo de qualquer jeito, puxando em direções contrárias ao nascimento, pode ocasionar a médio e longo prazo uma situação inflamatória... Quando ficamos com o cabelo preso por muito tempo percebemos ao soltar, em algumas áreas uma dor,,, esse evento nada mais é que o sintoma inflamatório da tensão exercida pela tração.

Por aí já imaginamos então o que acontece com tranças muito apertadas, usadas a longo prazo (para isso existe procedimentos que melhoram essa condição, como shampoos específicos), mas não podemos abusar, pois o mega feito sem manutenção correta e sem cuidados específicos com o couro cabeludo, que podem amenizar o problema são importantes, então precisamos ter atenção na hora de desembaraçar, e prender o cabelo, sem radicalismos é claro, mas precisa ficar claro que existe essa condição e devemos ficar atentos.

O que está condição pode causar?

Afinamento do fio, principalmente no contorno da cabeça. Os fios ficam transparentes, quebradiços... isso ocorre pelo processo inflamatório continuo, gera radicais livres comprometendo a longevidade das células de geração em geração.

Agora vamos à um caso muito constante no salão ou até mesmo em casa, o embaraçamento excessivo do cabelo. Nesse caso se ligue na seguinte situação:

O cabelo que já está embaraçado, não pode colocar água achando que vai ajudar, e nem shampoo, porque existe 3 ligações no nosso cabelo, a de resistência, força e forma, e só tem 1 delas que não muda no estado físico do cabelo, que nesse caso são as pontes de enxofre. As outras de hidrogênio e salinas também chamadas peptídeas, quando você muda o estado do cabelo de seco para molhado e quando você aplica um shampoo mudando o pH fisiológico do cabelo, se rompem também as salinas... quando isso acontece, o cabelo naturalmente aumenta a condição elástica deixando ali nítido, apenas exposto os aminoácidos cistina que é o único que não se desfaz na presença da água, então quando você coloca água no cabelo ele encharca, tem uma pequena dilatação, uma deformação elástica (ou seja, aumenta a capacidade de flexibilidade). E o que acontece se o cabelo estiver embaraçado? Vamos pensar primeiro que se ele está embaraçado, seu nível de porosidade está alto, significa que o pH => ponto isoelétrico já estão desajustados, ao colocar água aumenta a capacidade elástica, de movimentação e mabeabilidade. A chance de ter uma reação que se chama compactação por cargas negativas é muito grande, porque ele está embaraçado, apresenta cargas negativas e está com uma estrutura em que o pH não é o ideal.

Resumindo, ele ficará mais embaraçado ainda e também não adianta usar um produto emoliente, pois será um verdadeiro desastre, pois já está com carga negativa só ficará mais frágil .😎

Nesse caso use um óleo como o de uva ou abacate. Aplica e solta com as mãos, bem devagar e depois pode usar uma escova raquete com cuidado.

E aí gostaram das informações desse post? 


Quero ver nos comentários... ✍️

Educadores da Beleza - Comunidade de Colorimetria Avançada
Ler conteúdo completo
Indicados para você